6º Batalhão da Polícia Militar completa 28 anos

6º Batalhão da Polícia Militar completa 28 anos

Texto: Rodrigo Da Costha

Solenidade em comemoração será realizada no dia 30 de novembro, data que o Batalhão foi instalado na cidade

6bpmedit
Foto: Divulgação Internet

A data era 30 de novembro de 1988. O Sexto Batalhão foi instalado, próximo ao Parque de Exposição Agropecuária Floriano Varejão (Pavilhão de Carapina), tendo como seu primeiro comandante o tenente coronel PM Marcos de Macedo Paiva e como subcomandante major PM Gilson Carvalho Machado. Nesta quarta-feira (30), acontece a solenidade em comemoração ao aniversário do batalhão, no Cerimonial Steffen, às 9 horas.

“A Serra passava por um momento de metamorfose, sua economia passava de agrícola para industrial, com a implantação de empresas como a Vale, criação da Civit e isso requeria mão-de-obra. Essa força de trabalho acabava vindo de outros estados, o que acabou contribuindo para o aumento da violência na cidade,” relata o Capitão Bravim.

Outros fatores como área territorial, com uma extensão de mais de 500 km², número de habitantes e IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) baixo, também foram determinantes para a crescente violência na cidade. Mesmo com todos esses fatores, a Polícia Militar trabalhou em várias frentes para poder coibir a violência. Desde ações mais acentuadas no combate ao crime, até projetos sociais aplicados nas comunidades, o que permiti uma interação entre a polícia e a população.

“Projetos como o Proerd, Escolinha de Futebol Militar do 6º Batalhão, entre outros geram exatamente uma mudança comportamental nas crianças, que é refletida em seus familiares,” afirma o Capitão Bravim.

whatsapp-image-2016-11-29-at-19-24-46
Foto: TV Serra

A valorização dos profissionais da área de segurança pública também tem feito a diferença nos índices de criminalidade e homicídios. “Os policiais ganham pontuações por apreensões e assim quando são somados esses pontos, eles ganham folgas de trabalho. Isso é um incentivo para fortalecer o trabalho desses homens,” relata o Capitão.

Segundo Bravim, o número de homicídios também tem diminuído nos últimos meses, já que até a data de 28 de novembro foram registradas 15 mortes. “A média de mortes que tínhamos até o momento era 22, ou seja, 7 pessoas deixaram de morrer e esse é nosso papel, a preservação da vida,” declara.

O Capitão Bravim ainda informa, que outras medidas estão sendo tomadas pelo Governo do Estado para redução da criminalidade, como por exemplo, a implantação da 6ª Cia, que será instalada entre os Bairros Feu Rosa e Vila Nova de Colares, essa unidade irá fortalecer o policiamento nesses locais, já que em comparação com outros bairros esses pontos são em sua extensão geográfica e populacional maiores que os outros.

Foto Cabo Porto
Foto: TV Serra

Cuidar da base é fundamental, pois as futuras gerações irão sentir essa diferença, quando a raiz do problema for tratada. “Há vinte anos venho lutando contra a criminalidade e a saída é tratar nas crianças. Não podemos conflitar com gerações, pois se antes prendíamos adolescentes de 15 a 16 anos, hoje estamos prendendo 10 a 12 anos e no futuro como será? É papel de todos em conjunto, população, prefeitura e governo do estado, através da Polícia Militar, a responsabilidade de se criar políticas públicas para coibir e diminuir a criminalidade,” pontua Cabo Porto, que foi destaque operacional da Polícia Militar.

Ele fala ainda que, outras medidas que, tomadas em conjunto irão contribuir com a segurança publica. “Iluminação pública, capina de terrenos baldios, calçamento de ruas e asfaltamento, geração de emprego e renda, entre outros vão contribuir para a promoção de segurança pública” acrescenta.
Hoje o 6º Batalhão desdobra-se em cinco companhias, distribuídas pelo Município e está subordinado ao Comando da Polícia Ostensiva Metropolitana.

 Vide: Vídeo da reportagem