Sem razão para ter razão…O povo brasileiro e suas incoerências.

  • Post author:
  • Post category:Politica

redes-sociais-copyA moda hoje é mostrar opinião forte nas Redes Sociais. Quanto mais bandeiras se levanta, mais se é considerado Cidadão, mais se é idolatrado, mais visto, comentado e compartilhado. Cada curtida se torna o pedaço de um doce maravilhoso, e a gula do “escritor” aumenta cada vez mais. O pequeno detalhe, aquele esquecido entre uma linha e outra das frases feitas que se usa aos borbotões em locais de “oba-oba” como o Facebook, é a coerência do discurso.

Conjugar frases ofensivas às pessoas consideradas adversários políticos ( leia-se corretamente: adversários, não inimigos…), usando palavras pejorativas, armações, vídeos manipulados, xingamentos, frases maldosamente atribuídas, falácias da mais pura demonstração do poder de veneno da natureza humana , com uma verborragia insana visando a propagação da linha religiosa e a pregação do Cristianismo são comuns, apesar de não aparentar ligação entre elas.

São Cristãos, eles dizem! São pessoas que comungam da palavra de Jesus Cristo, aquele mesmo que propagou: “Não julgueis para não ser julgado”, “ aquele que não tem pecados, que atire a primeira pedra”… mentira!! São pessoas que se sentam na realidade matrixiana de que só os seus aliados políticos são honestos, dignos, sábios e benéficos para a população, e que vociferam palavrões, mentiras, absurdos legais, políticos, e até pessoais sobre indivíduos cujo caráter e personalidade desconhecem, cuja história pessoal eles “supõem” ser ligadas ao mal, apenas por fazerem parte de facções políticas e ideológicas que não os agradam. Pedem votos para pessoas que prejudicaram classes, populações, pessoas, pintando imagens de verdadeiros santos, enquanto xingam de ladrão, corrupto, desonesto, alguém que porta uma ideologia diferente.

Como se dará razão para alguém que posta “Sou Cristão” e, segundos depois, “fulano é ladrão”? Quem lhe deu o direito dpoliticae rotular-se de bem e ao outro de mal??? Quem lhe deu a premissa de separar as pessoas pela sua ideologia política segundo o seu maniqueísmo simplista e acéfalo, cunhado no ódio aos diferentes??? Quem lhe garante que alguém que professa a mesma religião que você é mais digno que quem segue outra linha religiosa ou não segue nenhuma?? Democracia não se faz com ofensas, se faz com propostas, com coerência, com argumentos. Política não tem nada a ver com religião,  nem com bandeira partidária. Política tem a ver com caráter, com vontade de proporcionar ao próximo a sensação de que a confiança de voto dado não foi em vão! Antes de chamar alguém de ladrão por ser de outro partido, veja na lista dos candidatos de seu partido quem pode bradar honestidade sem nenhum processo nas costas… tenha Razão, meu caro!!!!