Cultura

Lançamento do livro infantil, Totó e o Burrico Zenildo no Sítio

capa_Livro_Totó_de_Norma_Helena-(2)-(1)-1A educadora infantil Norma Helena da Silva Agrizzi volta a lançar seu mais novo livro, “Totó e o Burrico Zenildo no Sítio”, no próximo sábado, 6 de dezembro, às 19 horas, no Restaurante Muqueca Cultural, durante mais uma edição do evento mensal “Roda de Expressão”. O Muqueca Cultural fica na Rua Londrina, 75, 2º piso, em Barcelona (Serra), próximo à praça principal e ao Posto de Saúde do bairro.

Como o livro foi editado com recursos da Lei Chico Prego (de incentivo à cultura do Município da Serra), este novo lançamento visa a cumprir o artigo 10, item 10.1, da Resolução 02/2012 do Conselho de Cultura da Serra: que os produtos da Lei tenham pelo menos um lançamento em território serrano. Já aconteceu cerca de uma dezena de outros lançamentos, sempre com animadas performances da autora, que conta a estória cantando.

Por isto mesmo, é nas escolas que “Totó…” mais faz sucesso, até porque, explica Norma, tem como público-alvo as crianças entre dois e oito anos, particularmente aquelas que já conseguem ler sozinhas mas ainda são muito atraídas por desenhos supercoloridos. Além disto, tem pouco texto e ilustrações a cores que ocupam duas páginas. De bônus, um jogo dos sete erros e um desenho para ser colorido à vontade.

Na estória, o cachorrinho Totó se divertia assustando quem passava próximo ao Sítio Serra Dourada, onde morava, ao latir muito e correr atrás de todos. Um dia, ao dar um carreirão no burrico Zenildo, Totó se empolgou e se perdeu na estrada. Ninguém conseguia ajudá-lo a voltar para casa, mas, ao encontrar exatamente Zenildo, este o leva em sua garupa até a porteira do Serra Dourada.

A expectativa da autora é de que, ao serem conquistados pelos encantamentos do livro, os olhinhos dos pequenos os levem automaticamente a também assimilar a lição de solidariedade que o livro passa: nunca revidar ante situações de que não se agradem; muito pelo contrário, até procurar dar a mão (ou a garupa ou o colo) a quem tiver necessidade.

No projeto submetido à Lei Chico Prego, Norma justificou assim seu pedido: “O livro tem como objetivo sensibilizar os leitores mirins, suas famílias, professores e educadores para a importância da prática da solidariedade, da ética, da amizade e, sobretudo, da cidadania na sociedade atual, tão individualista, com os valores morais tão desvirtuados.”

A autora

Norma Agrizzi é capixaba de Alegre, hoje moradora de Vila Velha, formada em Pedagogia pela Unopar (Universidade Norte do Paraná) e em Economia Doméstica pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

É professora de Educação Infantil na Rede Municipal de Vila Velha há 25 anos, os oito últimos lecionando para a faixa etária dos dois aos seis anos. Também atuou em instituições comoSecretaria de Educação do Estado, Prefeitura de Vitória, Sesi, Senac, Senar, ArcelorMittal, Petrobrás (São Mateus), Chocolates Garoto e Hortifruti.

Já publicou dois livros: um na área da educação infantil, “Betola, o Menino Legal” (2011), e o outro na área da Gastronomia, “Técnicas de Congelamento de Alimentos” (1ª edição em 1987, 2ª em 1993). E tem um terceiro no ponto de ser editado: “A Pedagogia de Projetos e a Alimentação”, que mistura as duas áreas.

Share