Home » Colunistas » Claudio Pinho » Vereadores da Serra aumentam seus salários em 75 por cento.

Vereadores da Serra aumentam seus salários em 75 por cento.

Vereadores da Serra aumentam seus salarios
Vereadores da Serra aumentam seus salarios

Em uma sessão rápida e decisiva, os vereadores da Serra aumentaram seus salários em 75,4 por cento, para a próxima legislatura.

Em um país, onde o salário mínimo da maioria da população que tem a obrigação de trabalhar por oito horas diárias e ganhar um misero salário que não dar nem para o básico de suas famílias. Estes mesmos trabalhadores são obrigados a ler e escutar na mídia asneiras como a que foi dita pelo Senador da Republica Cyro Miranda (PSDB-GO), que disse “Tenho pena daqueles que precisam viver com 19 mil reais”, ou quem sabe ouvir o vereador da cidade de Vitoria que disse que 8 mil reais é um salário de fome e que não dar para que o Vereador viva dignamente.

Vereadores que tem a única responsabilidade em proteger os interesses do povo e nada fazem para isto. Projetos de lei idiotas como aquela em Vila Velha, onde um vereador quer obrigar as noivas a se casarem de calcinhas, ou projetos que obrigam a todos os locais públicos a manter uma bandeira do Brasil, como se isto fosse realmente relevante para o bem da população.

O cargo de vereador é para ser utilizado em nome da população e para o bem da população, mas creio que estes senhores esqueceram-se disto e acreditam que estão ali para serem servidos. Acreditam que não tem a responsabilidade de ouvir o povo.

A palavra Vereador vem do termo “ver a dor”, ou seja, ver a dor do povo. Mas eles acreditam que só estão ali para ver as suas próprias dores.

Ontem na câmara da cidade da Serra, em reunião extraordinária os Vereadores da Serra aprovaram em uma sessão em tempo recorde um singelo aumento de salário de apenas 75 por cento. De um salário de R$ 5.300,00 foi para R$ 9.300,00 por mês. De acordo com o Presidente da casa o Vereador Cezar Nunes, este não é um aumento tão grande assim, comparado ao salário dos Senadores e que quem deveria dar exemplo seriam os Senadores e não os vereadores.

De acordo com um assessor de um vereador que não quis se identificar, a alegação para o aumento que mais se ouve entre os vereadores e de que eles gastam muito dinheiro realizando ações como doação de remédios, óculos, material de construção e outros bens a população e de que seus salários são gastos nisto.

Mas, lembramos que a distribuição de bens ou de valores monetários por parte de parlamentares podem ser considerados “compra de votos” e isto não é responsabilidade de um vereador ou de qualquer outro político. Se eles fizessem seu trabalho de acordo com sua responsabilidade, o povo não precisaria de esmolas como estas que eles acham que estão dando.

Estivemos ontem na câmera dos vereadores e a atitude deles para com os manifestantes que lotavam a tribuna, foi de total ironia. O presidente da casa chegou a falar de forma rude de que algumas poucas pessoas só sabem é criticar sem saber do esforço que um vereador faz pelo povo.

Sandra Gomes critica aumento dos salarios
Sandra Gomes critica aumento dos salarios

Dos 17 vereadores, 13 votaram a favor do aumento, 3 votaram contra e o presidente absteve do voto. Na verdade só poderemos considerar “voto contra”, o da Vereadora Sandra Gomes que alem de apresentar emendas tentando adiar ou congelar os salários dos Vereadores, Prefeito, Vice prefeito, Secretários para a próxima legislatura e chegou a argumentar sobre a dificuldade que a cidade vem enfrentando com a diminuição de receitas e de como o Prefeito Sérgio Vidigal tem sofrido para manter o nível de investimentos e de que não seria justo para a população um aumento nestes termos. O que o Presidente Vereador Cezar Nunes corrigiu a Vereadora dizendo que na verdade o aumento era em torno de 23 por cento, só seria 75 por cento se fosse calculado sobre o valor atual, mas que estava calculando sobre a quantia de 8 mil reais e que ali estavam votando apenas uma reposição salarial.

O voto contrario ao projeto dado pelo Vereador Bruno Lamas (PSB) e pela Vereadora Lourência Riani (PT), só pode ser considerado como populista e oportunistas. Eles em nenhum momento se manifestaram contra o projeto e não demonstraram que estavam contra. A única justificativa do Vereador Bruno Lamas e que apoiaria a Vereadora Sandra Gomes, porque ela tinha apoiado ele em outras ocasiões.

Após uma sessão de meia hora, os vereadores foram obrigados a permanecerem no interior do prédio por vários manifestantes que fecharam a saída da garagem e exigiam que os vereadores saíssem a pé e justificasse seus atos perante a grande multidão que se formava em frente à câmara dos vereadores em Serra/ES.

Jovens estudantes, Professores do Sindiupes e vários populares ficaram em frente ao portão de saída o que impossibilitava a saída dos carros dos Vereadores, e vale lembrar que isto, é outra mordomia, carros alugados e pagos pelo povo.

Somente dois vereadores conseguiram sair antes da chegada da tropa de choque da policia. O Vereador Aurendir Pimentel Ramos (PDT), que aproveitando que os manifestantes estavam na porta da garagem, saiu pelo portão principal e entrando em um carro velho disfarçou sua saída e a Vereadora Sandra Gomes (PSDC) que teve a devida coragem de ir até o portão e falar com os manifestantes.

A Vereadora Sandra Gomes deixou seu carro na garagem e saiu a pé como pedia os manifestantes. Ela em entrevista ao Serra Notícias disse que esperava que seus pares voltassem atrás em respeito à população e que agora, espera que o Prefeito Sérgio Vidigal vete o projeto de aumento de salário.

Aumento 75 por cento nos salários dos Vereadores da Serra
Aumento 75 por cento nos salários dos Vereadores da Serra

Com a chegada da Policia Militar o vereador Ceí de Tropical, primeiro vice presidente da câmara dos vereadores da Serra, veio até o portão e com um olhar de poucos amigos começou a negociar a saída com um policial e um dos manifestantes que exigiam que os vereadores saíssem a pé e falasse com todos. Segundo a manifestante a resposta do vereador foi que não negociaria com ninguém e exigiu que a policia tirasse todos dali e que ele tinha o direito de ir e vim.

As negociações duraram até as 21 horas e com a chegada de mais policias que carregaram os manifestantes que estavam sentados a frente do portão, os vereadores puderam sair em caravana. O que mais chamou atenção e que quando a policia tentava conter os jovens, chegando a ameaçar prender alguns deles, os vereadores saíram em seus carros pagos pelo povo mostrando a língua para os manifestantes.

Agora só nos resta, como disse a Vereadora Sandra Gomes, esperar pelo veto do Prefeito Sergio Vidigal. Os Manifestantes declararam que estarão na próxima segunda feira manifestando em frente à câmara dos vereadores e pedindo para que este projeto de lei que é de autoria da mesa, seja arquivado e que os vereadores pensem na cidade e no estado neste momento de crise e de poucos investimentos.

 Vejam mais fotos em Nossa página do Facebook (Click aqui)

 

Share

Sobre Claudio Pinho "In Memorian"

Veja tambem

Presidência da CMS é discussão nos bastidores políticos

Os mandatos dos vereadores nem chegaram ao fim, ainda. Pouco mais de 30 dias, que as …

Share
%d blogueiros gostam disto: