Home » Cidade » Trabalhadores protestam atraso em pagamentos

Trabalhadores protestam atraso em pagamentos

Foto: Alexsandro Ximenes

Funcionários das terceirizadas se encontram na frente da prefeitura da Serra em protesto desde o inicio da semana. No primeiro dia de protesto, os manifestantes bloquearam a entrada do prédio da prefeitura, também interditaram o transito na entrada de Serra Sede. No terceiro dia de protesto, na quarta-feira (04/01), seguiram em passeata pelo centro de Serra Sede até a Câmara Municipal, entraram e ficaram no saguão e depois subiram nos andares. (veja o vídeo na TV Serra, enviado por um web espectador)

O protesto teve inicio na tarde da segunda-feira (02/01), e hoje quinta-feira (05/01) entra no quarto dia de protesto. Nossa equipe conversou com o diretor do SintraHoteis, o sr. Alexsandro Ximenes e com a diretora do Sindilimp, a sra. Daiane Martins. Indignados falam da falta de respeito com a classe por parte da prefeitura e da empresa.

A funcionária Net Nunes desabafa, e fala sobre a revolta dela e de seus companheiros sobre a falta de respeito e de consideração pelos funcionários, tanto por parte da prefeitura que não envia nenhum representante para dialogar e da empresa que, diz não ter recebido da prefeitura.

“Até agora não tivemos nenhuma resposta do nosso prefeito. Está um jogo de empurra; a empresa fala que o prefeito não pagou e a prefeitura diz que efetuou o repasse. Estamos sem pagamento, décimo terceiro, sem ticket de alimentação, as nossas dispensas e panelas vazias, nossa família está passando necessidade, e até agora ninguém diz nada”, conta a funcionária Net Nunes.

O diretor do SintraHoteis Alexsandro Ximenes fala sobre a reunião da quarta-feira (04/01), da insatisfação dos funcionários, do jogo de empurra da prefeitura e da empresa.

Foto: Alexsandro Ximenes

“O prefeito não está respeitando os trabalhadores, há três dias estamos aqui neste sol quente e não temos nenhuma resposta, a prefeitura fala que a culpa é da empresa, e a empresa fala que foi a prefeitura que não fez o repasse. Não sabemos de quem é a culpa, o que nós queremos é uma posição, uma resposta. Ontem, simplesmente os trabalhadores foram levados para uma sala quente, esperamos um retorno e não tivemos nenhum, e não foi formada nenhuma comissão para falar com o prefeito. Quanto a empresa, nos a notificamos e temos que aguardar o prazo de cinco dias. O prefeito informa  que, a casa está arrumada, limpa, creio que deve ser a casa dele, porque a prefeitura está uma caos”, declara o diretor Alexsandro Ximenes.

Conversamos também com a diretora do Sindilimpe, a sra. Daiane Martins, ela diz que é um total descaso por parte da prefeitura e da empresa.

“Reivindicamos o salário de dezembro, atraso do 13º, ticket alimentação e os 40% da insalubridade. Ainda não tivemos nenhum parecer nem da prefeitura e nem da empresa. A todo momento a empresa fala, que não tem dinheiro para nos pagar, dizem que a prefeitura deve mais de 10 milhões, este é o valor que a empresa fala que tem para receber da prefeitura, inclusive a empresa nos apresentou um documento constando o não repasse”, informa Daiane Martins.

Nossa redação entrou em contato com a prefeitura através de e-mail, veja a imagem.

Entramos em contato com a empresa por telefone, segundo o atendente quem pode fornecer qualquer informação é o gerente, e que naquele momento ele estava em reunião e que depois entrava em contato. Até a finalização da matéria a empresa não se manifestou.

 

Share

Sobre Jornalista D'Lourdes

Veja tambem

Museu Itinerante Antigo Egito à Pompeia

Entre peças originais e réplicas, a exposição reúne relíquias que resgatam parte da história da …

Share
%d blogueiros gostam disto: