Home » Politica » Porque votar em um vereador?

Porque votar em um vereador?

Foto: Site PMS

Não é apenas pelo fato de ser obrigado a votar nas eleições brasileiras que muitos cidadãos comparecem as urnas nos dias de eleição. Muitos são conscientes que, para melhorar o país é fundamental que a população participe ativamente do processo eleitoral e administrativo do Brasil.

Não seria possível ter um país organizado e com regras de convivência em sociedade se não fossem o trabalho exercido pelos parlamentares e pelos gestores públicos. O país, o estado, a nossa cidade funcionam como uma empresa. Precisamos de serviços, precisamos de administração dos bens e riquezas publicas e para isso é necessário ter profissionais para desempenharem esse papel.

Não vou neste artigo descrever a real função de um parlamentar. Acho que isso ja é de conhecimento da maioria de meus leitores e os considero pessoas inteligentes e bem informadas. Mas, vamos simplificar dizendo que a função básica de um parlamentar é criar as regras para a organização da nossa comunidade e para a boa convivência entres os cidadãos.

Cabe ao vereador fiscalizar o executivo e procurar buscar soluções para os problemas da cidade. Não é função de um vereador procurar emprego para as pessoas ou utilizar os meios de comunicação para anunciar vagas de empregos. Isso poderia até ser considerado como crime eleitoral de compra de votos.

Não é função de vereador conseguir vagas em hospitais ou prioridade de atendimento medico para alguns particulares. Também poder-se-ia considerar um crime de compra de votos.

SESSÃO SOLENE

O vereador deve participar das sessões ordinárias e das sessões extraordinárias para tratar de assuntos relacionados com as melhorias da comunidade como um todo e promover maior qualidade de vida para a maioria da população.

Pagamos um alto salário, com algumas mordomias para que o trabalho seja desempenhado visando a maioria da população e não apenas um grupo especifico de pessoas de nossa comunidade.

Infelizmente aqui na cidade de Serra/ES, a nossa câmara de Vereadores, pelo menos a grande maioria dos edis, não sabem ou não querem saber, de suas reais funções e não é difícil ver em seus perfis das redes sociais ou em seus sites a pratica de ofertas de empregos, (mesmo que, apenas anunciam as vagas existentes no SINE).

Outra pratica comum aqui na Serra, é a realização de “SESSÕES SOLENES”. Nunca em meus bem vividos 50 anos conheci uma cidade que, aconteçam tantas sessões comemorativas como aqui nesta cidade maravilhosa, de um povo hospitaleiro e trabalhador.

Sessões comemorativas de todas as datas. Deve haver ate mesmo uma concorrência entre eles, para saber quem protocola primeiro uma sessão solene para comemorar alguma data especifica e para alguma profissão. So não vi ainda neste anos que faço cobertura da Câmara de Vereadores uma sessão para o “profissional pedreiro” ou para o Profissional eletricista, motorista e outras funções. As preferências são para profissionais que geram mídias como Advogados, pastores, médicos, funcionários públicos, etc.

Mas qual a relevância para a população com essas sessões?

No meu ponto de vista, não existe nenhuma relevância para a maioria da população. Não discordo que os profissionais devam ser homenageados. Ser reconhecido é um desejo fundamental de qualquer ser humano. Mas, quando o reconhecimento é realizado com o dinheiro dos outros ai ja fica difícil.

Se eu enfiar a mão em meu bolso para fazer uma homenagem a um profissional como é o caso no final de ano, onde é comum reunir os moradores de uma condomínio para cotizar os presentes de profissionais como porteiros, carteiros e outros que nos prestam serviços. Isso sim é salutar e de bom gosto.

Mas, utilizar dinheiro publico para homenagear um determinada classe profissional sem o devido consentimento da população não é de bom tom, não seria educado.

Quem falou que eu desejo que tirem uma parte do dinheiro que me pertence e que eu sofro para ganhar com meu trabalho para homenagear alguém. Afinal, o dinheiro que é gasto não é dinheiro dos políticos, não é dinheiro da Prefeitura nem da Câmara, é dinheiro do povo. O povo precisa desses centavos que são gastos de forma errada, com investimentos em outras áreas mais prioritárias.

Em um artigo postado pelo Vereador da Serra Gideão Enrique Svensson onde ele questiona a realização de eventos para assinatura de ordens de serviços pela Prefeitura da Serra e do Governo do Estado. Segundo o vereador, os eventos não tem a participação do povo. E sim, de cargos comissionados ou de políticos.

Posso não ser um eleitor do Vereador e ter minhas criticas sobre algumas de suas atuações. Mas, concordo com ele neste quesito. Para gastar o dinheiro publico é necessário sabedoria, por mais que se diga que os custos de um evento de ordem de serviços ou de uma sessão solene sejam pequenos. Por mais que estes custos sejam de apenas centavos, mesmo assim é gasto dinheiro que poderia fazer a diferença nas mãos de um professor nas salas de aulas de escolas publicas, ou de presidentes de associações de moradores que fazem a maior parte dos trabalhos que em tese, seriam destinados aos Vereadores.

vamos ver por exemplo a Associação de Moradores e o projeto REPARE do bairro São Patrício que é coordenado pela líder comunitária Jackline de Sousa. A sede da Associação precisa urgentemente de uma pintura e a praça de melhorias na estrutura. Imagine que por menor que seja o custo destas sessões solenes, muito ajudaria a essa comunidade e o projeto que busca oferecer mais condições de vida e dignidade aos jovens daquela comunidade serrana.

Em uma sessão da Câmara de Vereadores da Serra, o Vereador Aldair Xavier absteve de votar um projeto que criava um dia comemorativo para uma determinada igreja evangélica e justificou dizendo que, não votava nesses projetos por acreditar que mudar nome de rua, criar esses dias não seria uma trabalho relevante para a população.

Creio que, o vereador citado seja nesta gestão o mais consciente de suas funções. Aldair Xavier é um político coerente e sempre disposto ao dialogo e a receber tanto nós da mídia como a população. E é o único que não vemos propondo ou participando destas sessões solenes.

Quanto custa uma sessão solene na Câmara da Serra?

Uma pergunta que ficará sem respostas neste artigo. Mas, que algum vereador ou o próprio Presidente da casa, o Vereador Guto Lorenzoni poderia responder para que, todos possam ficar sabendo onde vai nosso suado dinheiro que nos é tirado através dos impostos que a cada dia torna-se mais alto neste Brasil que amamos.

Volto a afirmar que não é de maneira alguma relevante para nossa cidade essas comemorações de determinadas funções ou profissões. Não quero aqui dizer que os profissionais não mereçam serem reconhecidos, apenas afirmo que não vou as urnas votar nos parlamentares para eles realizarem sessões solenes em comemoração, nem mesmo se fosse o “dia do Fotografo” ou o dia “do Jornalista”.

E antes que, alguns mal avisados venham dizer que eu me beneficio das sessões solenes e que este artigo meu é revanchista, digo: “presto serviços a Câmara como fotografo profissionalmente e não é por isso que sou obrigado a concordar. Se não escrevi sobre esse assunto antes é porque esperava que após passar o inicio dos mandatos, principalmente dos novos vereadores de primeira gestão as coisas mudassem um pouco”.

Vamos voltar para o que realmente importa?

Share

Sobre Claudio Pinho "In Memorian"

Veja tambem

Presidência da CMS é discussão nos bastidores políticos

Os mandatos dos vereadores nem chegaram ao fim, ainda. Pouco mais de 30 dias, que as …

Share
%d blogueiros gostam disto: