Home » Cidade » Parto Normal vira Cesariana na Maternidade de Carapina

Parto Normal vira Cesariana na Maternidade de Carapina

Tornou-se comum, ou melhor, normal às denuncias relacionadas ao Sistema Único de Saúde (SUS). Assistimos todos os dias, matérias referentes à saúde brasileira. O péssimo atendimento dos hospitais públicos, das maternidades, das Unidades Básicas de Saúde e das Unidades de Pronto Atendimento. O problema atinge todo o país, e aqui no município da Serra não é diferente. A população sofre muito com o descaso por parte do poder público.

Mas, no meio de tanta falta de ética e honestidade, ainda encontramos pessoas que, possuem moral emater bons costumes, como o caso da Senhora Sharlene Santos de Almeida, moradora da Serra/ES. Ela ficou chocada com o documento que o Ministério da Saúde enviou para ela, após alguns meses que deu entrada na maternidade para dar a luz a seu filho.

A moradora do bairro Boa Vista na Serra denuncia a Maternidade Carapina por informar ao Ministério da Saúde, com erro a realização de seu parto.
Depois que teve seu filho de parto natural na Maternidade de Carapina na Serra, a dona Sharlene recebeu uma correspondência do Ministério da Saúde onde deveria avaliar o serviço oferecido pela maternidade na Serra.

Esse documento é uma maneira que o Ministério da Saúde encontrou para avaliar e melhorar o sistema de saúde brasileiro. O cartão resposta chega à casa do usuário do SUS pelo correio. Então a pessoa deve responder as questões e devolver para o Ministério da Saúde. Assim, o Ministério pode avaliar e verificar onde deverá tomar providencias e agir.

Para sua surpresa, ela notou que onde informava o tipo de parto, constava que, tinha sido através de Cesariana e que o Ministério da Saúde havia repassado a quantia de R$ 719,49 a Prefeitura da Serra como pagamento do parto. Preocupada, a dona Sharlene resolveu questionar a Secretária Municipal de Saúde da Serra.

Diante disso, a Sra Sharlene acionou o Programa Voz da Comunidade da TV Serra. E em entrevista contou em detalhes o que aconteceu com ela, quando deu entrada na Maternidade de Carapina no dia 05 de fevereiro de 2014. Segundo ela, o atendimento que recebeu no momento de seu parto foi precário. Praticamente ganhou seu filho sozinha. Após, o parto foi colocada em uma cama sem lençol e ainda levou bronca da enfermeira, que a questionou, por que ela não havia colocado o lençol na cama.

Passada algumas horas, ela foi levada para o quarto. E recebeu a visita de um médico e com o seu prontuário na mão, ele perguntou como estava à cesariana. Ela então, surpresa respondeu. Dr. tive meu filho praticamente sozinha, parto normal e não cesariana. E o médico virou e saiu dizendo, então foi natural. Sem entender nada, e com duvidas sobre o erro cometido, não fez comentários nem questionou.

Quando a criança nasce é feito o exame do pezinho, para verificar se está tudo bem com ela. E o exame é entregue na Unidade de Saúde próxima a residência da mãe, no prazo de dois meses. Mas, o exame do filhinho da Sra. Sharlene demorou mais de seis meses para chegar. Outra situação que a deixou bastante chateada e ao mesmo tempo preocupada com a falta de organização e desleixo da maternidade.

A intenção da Sra Sharlene é só um esclarecimento por parte da Secretaria Municipal de Saúde. Pois, pode ser um erro isolado, mas também pode ser constante, e outras mulheres que ganharam seus filhos na maternidade podem ter recebido um documento igual ao que ela recebeu, e não verificaram qual o tipo de parto e quanto foi o repasse para o município.

Para falar sobre o fato e qual o procedimento deve ser tomado diante da situação, conversamos com Guilherme Lima que é Secretario Popular da Saúde da Federação das Associações de Moradores da Serra – FAMS e com o Vereador Basílio da Saúde que é vice-presidente da Comissão Parlamentar de Saúde da Câmara de Vereadores da Serra.

Segundo o Secretário Popular, este fato será analisado, para verificar se foi um caso isolado, ou se é um erro corriqueiro. Ele como representante popular irá enviar ofício para a Secretária de saúde, para que o secretário possa esclarecer o fato e tomar as devidas providencias. Mas também disse que, será montada uma comissão para fazer vistorias nos hospitais, unidades de saúde e vão começar pela maternidade, pois as reclamações são muitas.

O vereador Basílio da saúde falou que foi funcionário da Maternidade de Carapina, e que irá solicitar da mesma uma relação dos partos realizados nos últimos três meses, para pesquisar cada um e verificar se ouve um erro como esse. E que irá convocar o secretário de Saúde para falar sobre essa denuncia da Sra. Sharlene, pois o fato precisa ser esclarecido.

Nossa redação tentou falar com a Secretaria de Saúde da Serra, enviamos e-mail e até o momento do fechamento da matéria, eles não se manifestaram. Assista a entrevista completa na Tv Serra, acesse www.tvserra.com

O Portal Serra Notícias e a TV Serra têm o objetivo de informar a população e não fazemos oposição política ou partidária. Sempre concedemos espaço para ambos os lados, mas infelizmente a Prefeitura da Serra não se manifesta quando a pauta é para pequenas mídias.

Share

Sobre Jornalista D'Lourdes

Veja tambem

Vendo máquina que produz bobina picotada fundo reto e fundo estrela

Máquina nova (modelo MKB 3200RD), uso de apenas 30 dias, ano 2016. Produz bobina picotada …

Share
%d blogueiros gostam disto: