Home » Saúde » Falta de fiscalização é responsável por Infantil de Vitória servir iogurte vencido a crianças internadas
Foto: Divulgação Internet

Falta de fiscalização é responsável por Infantil de Vitória servir iogurte vencido a crianças internadas

Foto: Divulgação Internet

Mais um absurdo! Como se não bastassem todos os problemas da rede de saúde estadual, nesta semana, o Hospital Infantil de Vitória serviu iogurtes com validade vencida como lanche a crianças internadas na unidade; denúncia feita pela mãe de um dos pequenos à imprensa. Para o Sindsaúde, não há dúvidas: a direção-geral do Infantil de Vitória e suas gerências não têm fiscalizado com eficiência o serviço prestado por empresa terceirizada, que é responsável pelo fornecimento de comida e lanche para os pacientes da unidade.

De acordo com o diretor do Sindsaúde, Valdecir Gomes, a entidade fica intranquila com essa situação exposta. “O governo do Estado está terceirizando os trabalhos que deveriam ser feitos por servidores de carreira e têm surgido vários problemas, como esse de servir lanche com validade vencida a crianças. É um verdadeiro absurdo! Isso ocorre por falta de gestão.

O Hospital tem profissional que deveria estar atento a isso, vigiando e fiscalizando. Essas empresas terceirizadas precisam ser fiscalizadas de perto e isso não ocorre. A direção-geral da unidade fica mais preocupada em punir os servidores, não pagando insalubridade, o que reduz os salários do que com o bem-estar das crianças”, enfatizou Valdecir.

Para o sindicalista, é comum empresas ofertarem produtos a preços mais em conta, mas com validade restrita a um tempo menor.

“Quem garante que não foi esse o que aconteceu com a empresa que fornece comida e lanche para o Infantil de Vitória? Além disso, disseram que o problema estava restrito a apenas dois potes que foram recolhidos, mas acreditamos que não seja verdade. Não existe lote com dois potes de iogurte. Pode ser que tenham distribuído a outras crianças que ingeriram sem perceber que estava vencido. O bom senso diz que a compra desses produtos deve ser com um prazo máximo de validade possível, para que dure por mais tempo. Se assim fosse feito muito difícil seria servir iogurte vencido”, afirmou.

Para Valdecir, o caso precisa ser averiguado com apuração rigorosa. “Podem estar envenenando as crianças com outros produtos estragados”.

Material de responsabilidade da assessoria de Imprensa do Sindsaúde

Mais informações: Valdecir Nascimento – 98118-8014

Share

Sobre Jornalista D'Lourdes

Veja tambem

População serrana reclama do descaso na saúde

O Sistema único de Saúde (SUS) está um caos em todo o país. Porém, no …

Share
%d blogueiros gostam disto: