Home » Cidade » Direito de revisão do FGTS do ano de 1999 até os dias atuais pelo trabalhador regido pela CLT.

Direito de revisão do FGTS do ano de 1999 até os dias atuais pelo trabalhador regido pela CLT.

Texto: Alexsandro Rudio Broetto

Antes de iniciarmos, o direito do trabalhador a revisão do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – FGTS é necessário esclarecermos que todo brasileiro com contrato formal de trabalho, regido pela CLT,tem direito a

Imagem: Divulgação

o FGTS. O FGTS foi criado na década de 1960 para proteger o trabalhador, sendo constituído por valores depositados pelas empresas em nome de seus empregados possibilitando que o trabalhador forme um patrimônio que o resguarde quando mais precisar: na velhice.

O FGTS é regulamentado pela lei 8.036/90 e se trata de uma conta vinculada (que é aberta pelo empregador junto a Caixa Econômica Federal) onde é depositado mensalmente 8% do salário, acrescido de atualização monetária e juros. Isso significa que o FGTS deve ter seu saldo mensal atualizado por duas taxas: a Tara Referencial – TR, que visa corrigir monetariamente os valores e a taxa de juros cujo objetivo é remunerar o capital aplicado.

Mas o que o trabalhador tem haver com toda essa história? Ocorre que ao longo desses anos (1999 – até a data de hoje) houve uma deterioração muito significativa dos valores do FGTS, pois a TR não teve a devida correção monetária, em outras palavras, não acompanhou os demais índices de correção, tampouco compensou a perda pela inflação.

Como a correção monetária nada mais é do que a recuperação do poder de compra do dinheiro feito periodicamente, observando o valor da inflação, o Supremo Tribunal Federal considerou que a correção pela TR não repõe o poder de compra, deixando os valores dos famosos e conhecidos precatórios defasados.

Mas, ainda não entendi o que tem o trabalhador a ver com toda essa história de precatórios e correção monetária, eu lhe explico caro leitor: quando o STF julga que a TR não pode ser utilizada como índice para correção dos precatórios, se abre também um precedente para entendimento a respeito do FGTS (nada mais justo), em outras palavras, se a TR não serve para corrigir os precatórios, então tampouco serve para corrigir o FGTS. Para se ter uma ideia em 12 meses a TR acumula variação de 0,04% enquanto o Indice Nacional de Preços do Consumidor – INPC no mesmo período registra alta de 6,67%.Assim caro leitor, se informe e exija seu direito de cidadão.

Material de responsabilidade da assessoria de imprensa. 

TELEFONE PARA CONTATO: 27.99985.4535 /  28.99966.6691

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share

Sobre Jornalista D'Lourdes

Veja tambem

Vendo máquina que produz bobina picotada fundo reto e fundo estrela

Máquina nova (modelo MKB 3200RD), uso de apenas 30 dias, ano 2016. Produz bobina picotada …

Share
%d blogueiros gostam disto: