Home » Cidade » Ambientalistas e pescadores debatem na Câmara a mortandade de peixes na Lagoa Juara

Ambientalistas e pescadores debatem na Câmara a mortandade de peixes na Lagoa Juara

dsc_0021A morte de milhares de peixes na Lagoa Juara, em Jacaraípe, gera preocupação e revolta em moradores e em quem dela depende para o sustento de suas famílias. A situação chegou a um ponto tão crítico que motivou uma audiência pública na Câmara da Serra, na noite da última quinta-feira (03). Realizada pelo vereador Gilmar em parceria com entidades ambientalistas e  de pescadores, o evento debateu sobre os problemas ambientais na Juara.

Participaram da audiência Roberta Narcizo, do Movimento Ambientalista da Serra; Graciele Petarli Venturoti, secretária municipal de Meio Ambiente; Carlos Humberto, do Comitê de Bacias Hidrográficas do Litoral Centro Norte;  Subtenente Reis, da Polícia Ambiental; Antônio Pereira, representante dos Pescadores Ribeirinhos da Lagoa Juara, além do deputado federal Givaldo Vieira, do vereador Gideão, entre outras entidades ligadas a questões ambientais.

Em seu discurso de abertura, o vereador Gilmar disse que o objetivo da audiência pública é esclarecer à população da Serra os problemas por que passa a Lagoa Juara. “É uma forma de buscarmos respostas e soluções efetivas para que esse problema na Juara não alcance dimensões ainda mais graves ao ecossistema da lagoa e também aos moradores que dela dependem para sobreviver”, explicou o parlamentar. Para Gilmar, a mortandade de peixes traz um alerta: “O meio ambiente na Serra pede socorro, e é tarefa de todos nós zelarmos por ele com mais cuidado e respeito”.

Representantes dos pescadores e de entidades de defesa do meio ambiente criticaram o abandono da Lagoa Juara, local, segundo eles, com um forte potencial turístico e de preservação ambiental. Sobre a mortandade de peixes, eles denunciam o despejo de esgoto na lagoa e no rio Jacaraípe, além das obras de urbanização que acontecem neste rio, como fatores prejudiciais à vida na Juara.dsc_0031

Durante o debate, dúvidas surgiram a respeito da qualidade da água e também sobre o que causou a morte de milhares de peixes. É que, na Juara, existe a produção de tilápias, além da presença de outras espécies de peixes das quais dependem os pescadores da região. A secretária municipal do Meio Ambiente, Graciele Petarli, adiantou aos participantes que não há qualquer impacto para os peixes da lagoa, e que por isso nada impediria o consumo humano. Essa informação, que consta de laudos da Prefeitura da Serra sobre as condições da água da Juara, será comunicada oficialmente às entidades ambientais e de pescadores.

Ativistas do meio ambiente e pescadores ainda cobraram das autoridades públicas um diálogo aberto e permanente com a sociedade civil para debater os problemas ambientais da cidade. Como encaminhamentos da audiência pública, ficou decidido que a prefeitura entregará uma carta explicativa com os laudos sobre a água da Lagoa Juara e a morte dos peixes. Ficou definido, ainda, que será criado um grupo de trabalho para acompanhar as questões debatidas na audiência e promover outras ações.

Texto/Foto: Assessoria de Imprensa do Vereador Gilmar

Share

Sobre Jornalista D'Lourdes

Veja tambem

Vendo ônibus Ford 1995

Ônibus Ford 1995, motor MWM 6cc, totalmente revisado, transformado para transporte de dois veículos mais …

Share
%d blogueiros gostam disto: